Café Especial

Como transformar seu café commodity em café especial

Flávia Lancha, uma das pioneiras na exportação de cafés especiais da Alta Mogiana, mercado que cresce 20% ao ano, fará uma palestra abordando como transformar seu café commodity em café especial, na quinta-feira (02/12/21), durante evento realizado em Campinas.

Veja também:

Turismo Rural Café Labareda

Palestra Café: da commodity ao especial

 A vice-presidente da Café Labareda, Flávia Lancha Alves de Oliveira, participa do Top Farmers – Desenvolvendo Competências para o Campo, onde fará uma palestra com o tema “Café: da commodity ao especial”, na próxima quinta-feira, 2 de dezembro, às 11h, no Royal Palm Hall, em Campinas (SP).

Flávia vai abordar as transformações e os desafios do processo de passar o café de commodity para o especial.

Flavia Lancha - Como transformar seu café commodity em café especial
Flavia Lancha – Como transformar seu café commodity em café especial

Trajetória Café Labareda

Em 2001, a Café Labareda começou a pesquisar sobre os cafés especiais, como conseguiriam atingir as exigências internacionais da produção desse tipo de produto e, em 2005, a empresa fundou a Associação de Cafés Especiais da Alta Mogiana.

“Sou muito orgulhosa em fazer parte dessa transformação, que começou dentro da nossa empresa e depois conseguimos levar para toda a região. Hoje fico muito feliz em ver como a região tornou-se reconhecida pela produção de cafés especiais”.

Como transformar seu café commodity em café especial: qualidade dos cafés da Alta Mogiana

Flávia explica que a região da Alta Mogiana tem clima e altitude favoráveis à produção de um café privilegiado.

“Porém, o manejo pós-colheita, que foi sendo aprimorado ao longo dos anos, passaram a valorizar ainda mais o produto”

Para ser considerado café especial, o produto precisa ter pontuação acima de 80.

Trata-se de uma bebida com sabor acentuado e marcante, sendo que o arábica produzido na Alta Mogiana tem características marcantes específicas, com sabor de chocolate e frutado.

Mercado cafés especiais

Flávia confirma que 2021 foi ano desafiador para os produtores de café da Alta Mogiana, devido à seca e geadas muito acentuadas.

“Mesmo que 2022 seja um ano de safra alta de café no Brasil, a expectativa é de uma queda de 30% decorrente desses fatores climáticos adversos”.

Porém, a trajetória dos cafés especiais tem sido positiva ao longo dos anos.

Em 2020, por exemplo, o valor da saca de café commodity era de US$ 123 e a do especial era US$ 167.

“A demanda está crescendo e com valor expressivo. Apesar dos desafios, o crescimento do mercado de cafés especiais é de cerca de 20% ao ano”.

Sobre o evento Top Farmers

O evento Top Farmers acontece em Campinas (SP) nos dias 1º e 2 de dezembro, no Hotel Royal Palm Hall.

É um evento tradicional entre os grandes produtores rurais de café, soja, milho e algodão, com a proposta de compartilhar conhecimento técnico e de mercado.

Por conta da pandemia, a edição de 2020 foi totalmente virtual; já este ano, acontece de forma híbrida – parte do público participará de forma presencial enquanto os demais acompanharão os debates transmitidos ao vivo pela internet.

Dentre os temas que serão debatidos no evento, estão as previsões para o agro 2030, custos operacionais, exportação e importação para 2022, além da governança ambiental, social e corporativa.

“Apesar do produtor rural ter se desenvolvido muito, nesse tipo de evento é possível ter conhecimento de novas tecnologias sendo lançadas, atualizações sobre questões ambientais, além de um momento de refletir e ouvir novas possibilidades dos setores do agro”

Veja mais:

Sobre a Café Labareda e Agropecuária Labareda

Fundada em 1984 na cidade de Franca (SP), é uma das mais conceituadas empresas exportadoras de cafés especiais do Brasil.

Dentre seus produtos estão os cafés Premium e Reserva.

O Café Labareda Premium possui corpo marcante, aroma doce, média acidez, leve doçura com toque de caramelo, seleção dos melhores grãos arábica, com alto grau de qualidade, tipo exportação.

O Café Labareda Reserva é da variedade Bourbon Amarelo, com corpo delicado, acidez, aroma e doçura marcantes, grãos arábica secos artesanalmente em terreiro suspenso e que passam por um processo rigoroso de escolha.

Este é um produto gourmet para paladares apurados.

Ao longo de sua história, os produtos da Café Labareda foram reconhecidos nacional e internacionalmente.

Em 2004, conquistou o 1º concurso de qualidade de café Cocapec.

Em 2005, foi a primeira da Alto Mogiana a receber um certificado internacional, o UTZ Certified – selo qualidade do maior programa de cultivo sustentável de café e cacau do mundo e conquistou os três primeiros lugares do concurso de qualidade de café de pedregulho e região.

Em 2008, a empresa recebeu mais uma importante certificação internacional, o selo Rainforest, concedido a empresas que se destacam pelo desenvolvimento de um negócio sustentável.

Em 2018, o Café Labareda recebeu o prêmio da Imaflora como uma das 10 fazendas de café mais sustentáveis do Brasil.

Em 2019, a Labareda teve seu café classificado entre os 10 melhores do país no concurso Coffee of the Year.

Recentemente, em 2020, o reconhecimento de 2º lugar no Concurso ILLYCafè.

Atualmente, o Café Labareda exporta para diversos países como Estados Unidos, Europa, Japão, Austrália, África do Sul e Dubai.

Continue navegando no site Café que Marca

Marcas de Café

Notícias

Livros sobre o café

Receitas de café

Métodos de preparo do café

REDES SOCIAIS CAFÉ QUE MARCA

Instagram

Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.